Danças e Manifestações Culturais típicas do Paraná

As danças típicas paranaenses representam a diversidade cultural do estado em virtude dos vários povos que ali habitam.

As danças típicas do Paraná, assim como tantas manifestações folclóricas brasileiras, são influenciadas por diferentes ritmos e influências. Isso ocorre como resultado das muitas comunidades tradicionais e emigradas no estado, o que caracteriza diversidade e hibridismo cultural. Ademais, na dança constitui importante forma de expressão artística, cultural e religiosa. Conheça, a seguir, as principais danças tradicionais do Paraná e seus elementos. 

Inegavelmente, a dança comunica e expressa a arte de um povo. Acima de tudo, aproxima as pessoas e desenvolve a valorização da cultura. As músicas e danças típicas de uma região reúnem os vários ritmos que representam os sentimentos do povo. Deste modo, possibilitam que as pessoas estabeleçam raízes em relação à identidade da dança. Obviamente, isso acontece também no Paraná. 

A população do estado é constituída a partir da colonização dos séculos XVI a XIX, além dos povos imigrantes de diferentes origens étnicas no século XIX e XX. Consequentemente, toda essa leva trouxe consigo costumes e características culturais que, mesclados aos nativos, deram fruto às tradições da cultura atual. Saiba o que nisso resultou através das belas danças típicas do Paraná.

Danças típicas do Paraná

1 Fandango

O fandango é uma dança típica proveniente do litoral paranaense, portanto, intimamente vinculada ao modo de vida caiçara. Nela, os pares de dançarinos são embalados pela rabeca e viola e, assim, cantam os versos enquanto batem palmas e os pés. 

2 Boi de Mamão

Ainda que o boi de mamão seja, na verdade, uma dança nativa catarinense, também está muito presente no Paraná. O elemento central da dança é a morte e ressurreição do boi, contudo, o auto tem uma veia cômica. A manifestação mescla elementos comuns do bumba-meu-boi nordestino e atividades folclóricas, como a dança do pau de fitas. 

3 Congada da Lapa

Ligada a São Benedito, protetor da comunidade negra, a Congada da Lapa é herança dos escravos, logo, é restrita aos devotos descendentes. Isto é, não é permitida a participação de outras etnias na manifestação. 

4 Dança de São Gonçalo

Praticada no interior do estado, a Dança de São Gonçalo é, na verdade, uma cerimônia trazida pelos portugueses que envolve reza, procissão e dança. A última é dividida em partes, também chamadas de voltas, parafuso ou marcapasso, ao som de viola. 

5 Pau de fitas

Presente em muitas festas típicas da região sul, a pau de fitas consiste em uma dança caracterizada pelo mastro de aproximadamente três metros disposto no centro de uma roda. A ele, são amarradas fitas coloridas que os dançarinos, em par, seguram para, depois, girarem em torno do mastro no intuito de formar desenhos trançados com elas. O ritmo não exige música específica, mas normalmente, usa-se violão, pandeiro, cavaquinho e acordeão. Muito praticada no estado do Paraná. 

6 Quebra Mana

Dança popular do Paraná, São Paulo e Rio Grande do Sul, a quebra mana ou quero mana é um tipo de valsa sapateada, acompanhada por palmas e violas. 

7 Curitibano

Largamente conhecida na cidade de Campo Largo, a curitibano é executada em pares. São quadrilhas tocadas ao som de gaita na qual rapazes se declaram em versos, aos quais as moças respondem e, em seguida, os casais dançam. Somente quando todos os pares cantam, a encenação chega ao fim. 

Assim como no Brasil inteiro, as danças típicas do Paraná refletem a diversidade e riqueza de nosso povo. Sem dúvida, motivo de orgulho para a cultura brasileira! 

Você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.