Brasil autoriza retorno de cruzeiros, com o maior navio a navegar no país – Confira!

Com a permissão do governo agora concedida, os navios de cruzeiro estão voltando ao Brasil em novembro.

- Tempo de leitura: 2 minutos -

Após meses de negociações, o sinal verde para o reinício dos cruzeiros domésticos no país foi anunciado no sábado.

“Teremos cruzeiros este ano: a temporada de cruzeiros está autorizada”, disse o ministro do Turismo do Brasil, Gilson Machado Neto, em um vídeo nas redes sociais.

O governo se comprometeu a trazer os navios de volta e acrescentou que a indústria de cruzeiros “gera 42.000 empregos diretos e indiretos no Brasil”.

O país está agora trabalhando com as autoridades locais em homeports e portos de escala, a fim de criar um plano operacional para os navios de cruzeiro.

Protocolos de saúde

Regras específicas de saúde, protocolos e definições de quarentena também estão sendo elaboradas e devem ser publicadas em breve, disse o governo em um comunicado à imprensa.

Os planos de protocolo preliminares incluem navios operando com capacidade reduzida, teste COVID-19 para todos os passageiros antes do embarque, tripulação vacinada, uso de máscaras faciais a bordo e muito mais.

As excursões terrestres deverão ser organizadas pelas empresas de cruzeiros em formato de bolha, seguindo os protocolos implementados, não apenas pelos navios, mas também pelas cidades visitadas.

O governo espera o retorno dos navios em vários destinos do país, incluindo Santos, Rio de Janeiro, Salvador, Angra dos Reis, Búzios, Fortaleza, Maceió e Ilhabela.

Populares na região, os roteiros para Argentina e Uruguai estão fora dos planos por enquanto. Assim como as travessias transatlânticas e outros itinerários internacionais.

Sete navios e 570.000 leitos

Após uma lacuna de 20 meses, o país deve hospedar sete navios para a temporada local de 2021-2022.

O destaque é o Costa Smeralda, construído em 2019, que se tornará o maior navio a navegar no país.  

Cruzeiro Costa Smeralda

De acordo com o governo, 566 mil vagas estão sendo oferecidas durante a temporada. São 35.000 a mais na temporada 2019-2020.

No total, 130 cruzeiros e 570 escalas estão programados para ocorrer entre novembro de 2021 e abril de 2022.

“O setor de cruzeiros é fundamental para o desenvolvimento do turismo náutico em nosso país. Parabenizamos nossos parceiros por essa vitória”, disse Carlos Brito, Diretor Executivo da Secretaria de Turismo do Brasil (Embratur).

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Assumimos que você está de acordo, mas você pode não aceitar caso prefira. Aceitar Ler Mais

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->