Aposentadoria especial pela regra antiga – Saiba se você tem direito ao benefício!

Trabalhadores especiais podem ter direito a aposentadoria pela antiga regra da previdência social.

- Tempo de leitura: 2 minutos -

O Senado brasileiro aprovou uma ampla revisão do sistema previdenciário do país por uma margem de 60-19. O ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes, disse que o governo ficou muito feliz com os resultados e que o Congresso fez “um belo trabalho”. O senador Davi Alcolumbre, presidente do Congresso Nacional, aplaudiu o esforço, afirmando: “O Congresso brasileiro aprovou a maior reforma previdenciária da história”.

A reforma é vista pelos analistas como a primeira de uma série de reformas estruturais necessárias para colocar o país no caminho de um crescimento econômico mais elevado e sustentável. 

Reformas administrativas e tributárias muito mais complexas vêm em seguida, segundo o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. O deputado carioca de 49 anos foi creditado como o arquiteto político da reforma da previdência e emergiu do processo como um líder poderoso e consequente, apelidado pela mídia de “primeiro-ministro” do Brasil.

A reforma previdenciária do Brasil afetou diretamente 72 milhões de indivíduos entre trabalhadores do setor público e privado, e descreve uma série de requisitos para o recebimento de pensão. 

A alteração mais notável é a imposição de uma idade mínima de aposentadoria para trabalhadores do setor privado, agora 65 para homens e 62 para mulheres, acima de uma média de 56 e 53, de acordo com a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Também houve alteração dos requisitos de contribuição e idade mínima para algumas profissões, principalmente trabalhadores rurais, professores e polícia federal.

O governo prevê economia de R$ 800 bilhões na próxima década com a reforma, ante R$ 1,2 trilhão projetado pela equipe econômica de Guedes em fevereiro de 2019. A quantia recebida dependerá dos anos de contribuição – 15 anos para mulheres e 20 para homens – recebendo 60% do salário médio; e aqueles que trabalham o máximo – 40 anos para mulheres e 45 para homens – recebem 110 por cento.

Aposentadoria especial pela regra antiga – Quem ainda tem direito?

Muitas pessoas que trabalharam em funções insalubres, ou seja, que estavam expostas a riscos de trabalho têm direito a aposentadoria especial. Antes da reforma, esses trabalhadores precisavam ter 25 anos de contribuição em atividade insalubre de risco baixo. As atividades de risco alto exigiam 15 anos de contribuição.

Se o contribuinte atingiu as exigências necessárias antes da aprovação da reforma da previdência, ele pode se aposentar pela regra antiga. Deve-se observar o prazo de 13 de novembro de 2019, data da aprovação da nova lei. Mesmo que a pessoa tenha reunido a documentação necessária apenas agora, ela terá direito a se aposentar pela regra anterior. 

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Assumimos que você está de acordo, mas você pode não aceitar caso prefira. Aceitar Ler Mais

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->