10 músicas que você não deveria ouvir enquanto dirige – Saiba o motivo!

Experimento mostrou que músicas afetam o estado do motorista e pode representar perigo na direção.

- Tempo de leitura: 2 minutos -

A maioria dos motoristas gosta de ouvir música enquanto dirige, porém um novo estudo (experimento) revelou que algumas músicas são um perigo real ao dirigir.

De acordo com o experimento realizado pela condused.com e pela Universidade de Londres, certas músicas podem colocar em risco a segurança do motorista, devido a mudanças no ritmo da música que aceleram ou relaxam o motorista.

Mas quais são as músicas que você deve evitar ao dirigir? O estudo listou as 10 músicas mais perigosas.

  1. Hey Mama- The Black Eyed Peas 
  2. Dead on Arrival – Fall Out Boy
  3. Paper Planes – MIA 
  4. Walkie Talkie Man – Steriogram 
  5. Paradise City – Guns N ‘Roses 
  6. How You Remind Me – Nickelback 
  7. Hit the Road, Jack – Ray Charles 
  8. Get Rhythm – Johnny Cash 
  9. Heartless – Kanye West 
  10. Young, Wild and Free – Snoop Dogg & Wiz Khalifa (feat. Bruno Mars)

Assim, de acordo com a lista, o rock é o gênero musical mais perigoso para se ouvir se você quiser estar seguro na estrada.

Como foi o experimento?

A página Condused.com, dedicada a questões financeiras e de seguros, detalhou que o experimento foi realizado com oito participantes: 4 mulheres e 4 homens, que foram convidados a dirigir 500 milhas (250 milhas sem música e 250 milhas com música).

Durante a viagem, foi monitorado o estilo de condução, registando-se as alterações de velocidade, aceleração e travagem, com o objetivo de verificar se a música influenciava a forma de condução.

Os resultados

Ao final do passeio, o resultado foi variado, mas foi demonstrado que a música afeta quem está na frente do volante .

Um participante ouvia hip-hop e foi o que apresentou mais agressividade em relação aos outros pilotos. Mas aqueles que viajaram ouvindo rock pesado dirigiram em velocidades mais altas em comparação com outros participantes.

E para aqueles que achavam que a música clássica seria a solução, o estudo mostrou que é um equívoco, já que tanto homens quanto mulheres mostraram condução mais errática do que quando ouviam outros tipos de música.

Simon Moore, cientista da Universidade de Londres, avaliou os vídeos e detalhou que a música ao volante marca uma forte tendência na direção.

“Música alta ou animada aumenta sua frequência cardíaca, tornando-se uma mistura mortal ao dirigir”, disse ele.

Segundo o especialista , deve-se ouvir música que imite os batimentos cardíacos, ou seja, que bata de 60 a 80 vezes por minuto.

“Batidas rápidas podem provocar emoções ou excitação, o que pode levar as pessoas a se concentrarem mais na música do que na estrada.

Da mesma forma, o cientista explicou que inverter a música para ficar atento é contraproducente.

“Ouvir música que você não gosta pode causar estresse e distração, o que também afeta negativamente a direção”, especificou o cientista.

Você pode gostar também
Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este website utiliza cookies para tornar sua experiência ainda melhor! Assumimos que você está de acordo, mas você pode não aceitar caso prefira. Aceitar Ler Mais

!-- Global site tag (gtag.js) - Google Analytics -->